Posts Tagged ‘venda de acará disco’

Author Archive

 

Acará Disco – Problemas de crescimento.

                                                                              Disco crescimento 300x148 Acará Disco   Problemas de crescimento.
O Acará Disco é um peixe que pode atingir até 25cm da boca até a nadadeira caudal, porém nem todos atingem esse tamanho, alguns crescem bastante atingindo em média 20 cm, porém existem alguns casos em que os peixes vão envelhecendo e não conseguem passar dos 10 cm.
Existem muitos fatores que podem levar o Acará Disco a ter problemas com crescimento entre eles fatores genéticos e alimentares, porém também há muitos fatos não comprovados que acredita-se que pode levar a este problema como o habitat com espaço reduzido.
Problemas Genéticos:
Sabemos que a genética é a ciência que estuda os genes e a herança genética para os descendentes, e em Acará Disco o processo não é diferente dos demais animais, por exemplo, o pai pode ter genes bons para desenvolvimento e a mãe genes ruins para desenvolvimento, portanto quando há o cruzamento entre este casal uma parte da prole irá receber genes do pai e outra prole genes da mãe os que receberam o gene com problema de crescimento não irão se desenvolver como os outros, ou seja crescerão menos, mas isto não é sinal de que o Acará Disco não será saudável ou viverá menos que os outros que terão o crescimento considerado normal, apenas será menor.
Fatores Alimentares:
A alimentação é a base de uma vida saudável para todos os seres vivos, em Acará Disco além da boa alimentação garantir a saúde dos peixes ela também irá interferir no crescimento, este fator interfere na velocidade do crescimento, quando há falta de nutrientes como vitaminas e proteínas os Acarás Disco podem ter crescimento mais lento que os demais, demorando para atingir o tamanho esperado da sua espécie, podendo ocorrer em alguns casos não atingir o tamanho esperado por comer menos e por ser uma alimentação insuficiente. Por isso, procure sempre oferecer alimentos de qualidade e variedade de rações.
Estresse:
Pode ser estranho ouvir falar que o estresse pode interferir no crescimento dos peixes, mas a realidade é que interfere sim, e esta interferência está relacionada ao cortisol que é um hormônio que inibe o crescimento dos peixes, quando os peixes são submetidos a situações de estresse esse hormônio é ativado e o resultado e a inibição do crescimento.
Alelopatia:
A alelopatia é a liberação de substâncias químicas que podem inibir o crescimento de outros indivíduos comum em plantas ou ajudar a ter vantagem na predação no caso de alguns peixes que liberam substâncias químicas que confundem a presa, muito se fala desse fenômeno em Acará Disco como inibidor do crescimento de outros indivíduos do cardume, porém não existe nada comprovado em estudos que o Acará Disco realize este processo, por enquanto ainda é um mito.
Tamanho do aquário:
Este, de fato, é o maior mito em relação ao Acará Disco, pois não existe nada que comprove que o espaço reduza a capacidade de crescimento do peixe, portanto toda aquela conversa de que em aquários menores os peixes não tem a chance de crescer não passa de conversa de pescador ou melhor de aquarista.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Clinostomum sp.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Clinostomum sp.

Clinostomum sp. 300x181 Acará Disco   Patologia de peixes ornamentais: Clinostomum sp.

Clinostomum sp.

Clinostomum sp. é um parasita pertencente a classe trematoda os ovos deste parasita eclodem na água e podem entrar no aquário através de moluscos e atingir os Acarás Disco, os peixes também são parasitas intermediários deste parasita que tem como hospedeiro definitivo as aves, nos peixes pode parasitar vísceras, nadadeiras, cavidade branquial e musculatura.

Sintomas:

Os Acarás Disco podem apresentar escurecimento, emagrecimento, irritabilidade, isolamento do grupo, perda de apetite e atrofiamento de seu corpo.

 

Tratamento:

 

Em alguns casos é possível ver a olho nú o parasita no corpo do Acará Disco, alguns aquaristas conseguem remover da pele com pinças, mas este procedimento pode causar problemas maiores se não for feito corretamente como ferimentos, por exemplo. O mais indicado é que seja feito tratamento em aquário hospital com parasiticida de amplo espectro para esta classe de parasitas, seguindo as instruções do fabricante.

 

Profilaxia:

Por ser um parasita que tem ciclo de vida em mais de um tipo de hospedeiro e ser mais comum no ambiente natural, é necessário evitar colocar fauna vinda diretamente de rios incluindo os moluscos que são os primeiros hospedeiros do Clinostomum sp., além claro de saber sempre a procedência da fauna de seu aquário e manter a qualidade da água e imunidade dos Acarás Disco.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais. Epystilis sp.

Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais. Epystilis sp.

Epystilis sp. 300x253 Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais. Epystilis sp.

Epystilis sp.

Epystilis sp. é um parasita ciliado pertencente a família Epistylidae que pode acometer peixes ornamentais de água doce, como o Acará Disco e também peixes marinhos. Este parasita pode atingir além dos peixes adultos os ovos.

 Sintomas:

Acará Disco quando acometido por este parasita apresenta escurecimento, nadadeiras fechadas, quando há mais de um individuo infectado pode haver comportamento grupal ou no caso de apenas um individuo infectado isolamento do grupo, o parasita pode ser visto na derme do peixe ele tem aparência de pontos brancos cheios (tufos), este parasita pode causar ferimentos na pele do peixe e infecções secundárias. Quando infectam os ovos eles podem não eclodir.

 Tratamento:

O tratamento em Acará Disco pode ser feito com parasiticidas de amplo espectro, como o  da Atlantys e o Herbtana da Microbe – Lift, quando há infecções secundárias com a presença de bactérias é necessário usar bactericida em associação no tratamento, mas se deve prestar atenção com a indicação do medicamento que está sendo utilizado, pois alguns tipos de parasiticidas não podem ser misturados com outros medicamentos.

 Prevenção:

Epystilis sp. é um parasita que tem facilidade em se proliferar em ambientes com bastante matéria orgânica como restos de alimentos, fezes, portanto é importante que a manutenção de seu aquário de Acará Disco, seja feita com freqüência. Outra forma de evitar a entrada do Epystilis sp . é sabendo a procedência dos peixes e crustáceos que são colocados no aquário, e claro, manter a imunidade do Acará Disco estável.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

 

Posted in Uncategorized

Os principais erros que cometemos no aquário com Acará Disco.

Os principais erros que cometemos no aquário com Acará Disco.disco 300x225  Os principais erros que cometemos no aquário com Acará Disco.

Manter um aquário não é difícil, porém existem regras que precisam ser seguidas e algumas delas, às vezes por falta de informação ou até mesmo por ser mais fácil e prático são esquecidas. Os Acarás Disco têm necessidades no aquário e quando pulamos uma dessas regras eles podem ser prejudicados.

Impaciência e Ansiedade:

Quando iniciamos a montagem do aquário, sabemos todas as etapas a seguir e produtos que devem ser colocados no aquário como condicionadores, aceleradores, tamponadores entre outros e também sabemos, que apesar de todos esses produtos para manter a qualidade da água, o aquário precisa ciclar por um tempo e pela vontade de ver os nossos belos Acarás Disco no aquário, muitas vezes não cicla o tempo necessário e não forma a biologia necessária, deixando o aquário instável.

Escolha da fauna:

O Acará Disco convive bem com a maioria dos peixes de água doce que tem as mesmas necessidades que ele, porém existem algumas espécies que não devem ser colocadas junto, como peixes de água alcalina, peixes muito agitados, e com ventosas, mas às vezes queremos o peixe e não procuramos mais informações sobre a espécie e levamos para casa mesmo.

Escolha da decoração:

Os elementos decorativos como as pedras e troncos, ajudam a criar um ambiente mais próximo do natural e também bonito, porém alguns tipos de pedras possuem elementos que deixam a água alcalina, e o Acará Disco é um peixe de água ácida, portanto não devemos escolher a pedra somente por sua beleza, devemos pesquisar sobre sua composição.

Testes de água:

Um erro bem comum que cometemos também, é não fazer todos os testes necessários em nossa água, sabemos que o teste de pH é extremamente importante, mas este não é o único parâmetro que precisa ser avaliado existem todos os outros como amônia, nitrito, KH, GH entre outros, portanto em um aquário com Acará Disco não pode faltar testes de água.

Alimentação:

O Acará Disco é um peixe bastante inteligente, que consegue em muitos casos fazer com que o criador faça seus gostos, e é justamente isto que acontece com a alimentação, o Acará Disco escolhe o alimento que mais gosta e não o mais saudável para ele, é o caso dos Discos que só querem comer alimentos congelados, vivos e não querem mais saber da ração, isto acontece por uma questão de costume, quando este tipo de alimento é servido mais de três vezes por semana, eles aprendem a comer este tipo de alimento que é mais saboroso e quando tentamos oferecer rações eles se recusam comer, forçando o criador a dar o que eles querem, por isso este tipo de alimentação deve ser feita esporadicamente e não diariamente.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Cruzamentos e mudanças morfológicas na espécie.

Acará Disco – Cruzamentos e mudanças morfológicas na espécie.Discos 300x168 Acará Disco – Cruzamentos e mudanças morfológicas na espécie.

O Acará Disco como é conhecida popularmente a espécie Symphysodon sp. apresenta muitas variações de cores e também algumas morfológicas, todas essas variações são resultado cruzamentos que podem ser naturais quando ocorrem aleatoriamente na natureza e no aquário, ou quando são feitos propositalmente para obter novas variações de cores e formato.

Variabilidade.

A definição de variabilidade para a genética são as diferenças entre indivíduos de uma população, entre diferentes populações ou entre níveis superiores e que podem envolver aspectos morfológicos, genéticos, fisiológicos e de comportamento.

No caso do Acará Disco muitas variantes (raças) que estão disponíveis no mercado, são resultados de cruzamentos naturais, que são os mais comuns como blue turquesa, red turquesa que lembram mais as cores dos selvagens. As variantes mais exóticas em cores, formato e desenhos são feitas a partir de vários cruzamentos em cativeiro, usando a genética mendeliana, cruzamentos F1, F2, F3 etc até chegar à variante de Acará Disco desejada.

Alterações morfológicas no Acará Disco.

Por ser um peixe muito querido e famoso entre os aquaristas, o Acará Disco se tornou uma das espécies mais estudadas entre os ornamentais de água doce, pela sua beleza e também por ser um peixe de valor econômico, os pesquisadores iniciaram vários tipos de cruzamentos para chegar a variações diferentes e movimentar o mercado do aquarismo de Acará Disco, estes cruzamentos levaram também a diferenciação morfológica da espécie, como é o caso dos Bulldogs que é o Acará Disco com um formato bastante diferente mais achatado, com a nadadeira dorsal mais alta,  a face mais cheia lembrando bastante o cachorro da raça bulldog. Não é só o Bulldog que apresenta diferenças morfológicas existem também os High-Body, que tem a dorsal bem mais alta do que os Acarás Disco convencionais.

Endocruzamento.

O endocruzamento é o cruzamento entre indivíduos de mesma família, este tipo de cruzamento, pode levar a perda da variabilidade genética e isto pode causar problemas para as próximas gerações levando ao nascimento de indivíduos mais susceptíveis a determinadas doenças.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Cryptobia sp.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Cryptobia sp.

Cryptobia sp. Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Cryptobia sp.

Cryptobia sp

Cryptobia sp. é um protozoário que atinge peixes ornamentais como o Acará Disco, ele pode ser encontrado parasitando a derme e a guelra, agindo assim como um ectoparasita, também pode ser encontrado no sangue e intestino como endoparasita, sanguessugas ajudam o parasita infectar outros indivíduos por sugar o sangue de um peixe infectado e depois sugar o de um não infectado, abrindo a porta para a entrada do parasita.

Sintomas:

Os sintomas em Acará Disco são: nadadeiras fechadas, escurecimento, quando age como ectoparasita ele causa deformações na derme e movimentos irregulares das brânquias, como endoparasitas podem causar anorexia (perda de apetite e emagrecimento), inflamações no trato intestinal, abdômen e anemia.

Tratamento:

O tratamento para a ectoparasitose em Acará Disco deve ser feito com parasiticidas externos de amplo espectro em aquário hospital até a melhora dos sintomas. A endoparasitose deve ser tratada com medicamentos específicos para endoparasitas, também em aquário hospital, neste caso é importante que as sanguessugas sejam exterminadas do aquário para não haver reincidência da doença.

Prevenção:

Mantenha a qualidade da água de seu aquário, ofereça alimentos de qualidade, vitaminas e proteínas em quantidade recomendada para Acará Disco, saiba a procedência dos peixes e objetos  de decoração que são inseridos no aquário e observe sempre a incidência de sanguessugas no aquário, pois esta é a principal fonte de transmissão do tipo do parasita que causa a doença no sangue e intestino.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Spironucleose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Spironucleose.

A spironucleose também conhecida como buraco na cabeça (hole in the head), é causada por um parasita flagelado chamado de Spironucleus sp., que acomete o intestino do Acará Disco e é uma doença bastante comum na espécie, há tratamento e em alguns Acarás Disco os sintomas são mais amenos, em outros podem surgir complicações que podem levar a óbito se não for tratado corretamente e a tempo.

Sintomas:Hole in the head 300x200 Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Spironucleose.

O Acará Disco fica escuro, com nadadeiras fechadas, emagrece, ocorre perda de apetite, apatia, isolamento do grupo, infecções secundárias, os sintomas mais específicos da doença são as fezes finas e brancas em alguns casos ficam presas no ânus e nos casos mais graves da doença ocorre o que é conhecido como o hole in the head, aparecem os buraquinhos na cabeça que podem lembrar também uma espinha humana.

Tratamento:

O tratamento para esta doença deve ser feito com medicamentos específicos para endoparasitas como o Flagelol da Sera, o Acará Disco deve ser isolado no aquário hospital e o tratamento deve ser feito de acordo com as instruções da bula do medicamento.

Prevenção:

A spironucleose é uma doença que se aproveita de sistemas imunológicos mais frágeis, portanto devemos manter a qualidade da água, a manutenção do aquário em dia, evitar as variações de parâmetros no ambiente, principalmente pH e temperatura e evitar o excesso de alimentos no fundo do aquário, sifonando sempre, pois essa é uma das formas de contágio dessa doença pelo Acará Disco.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – As algas em seu aquário de água doce.

Acará Disco – As algas em seu aquário de água doce.aquário algas 300x227 Acará Disco – As algas em seu aquário de água doce.

Quando falamos em algas a primeira coisa que vêm na cabeça é que é uma planta verde ou marrom que fica grudada no vidro ou na decoração do seu aquário de Acará Disco, porém este conceito é errado, as algas não são plantas apesar de ser estudada por uma ramificação da botânica, a ficologia e já ter feito parte do reino Plantae, o mesmo reino das plantas. Atualmente a maioria das algas está agrupada no reino protista com exceção das Cianobactérias (algas azuis) que fazem parte do reino monera o mesmo das bactérias.

O que são as algas, afinal?

Algas eucariontes é um grupo de organismos unicelulares ou multicelulares, fotossintetizantes e autotróficos, ou seja, produzem o seu próprio alimento, possuem cloroplastos, membrana nuclear, DNA, pigmentos fotossintetizantes, clorofilas do tipo A, B, C e D e substância de reserva.

A Cianobactéria é uma alga procarionte que possui membrana nuclear, citoplasma e pigmentos fotossintetizantes.

A importância ambiental das algas.

A nossa riquíssima Amazônia, que é inclusive o habitat natural do Acará Disco, possui um título muito comentado que é o de “pulmão do mundo”, porém na verdade as algas liberam mais de 70% do oxigênio do planeta sendo o verdadeiro pulmão do mundo.

As algas no aquário de Acará Disco

No aquário as algas costumam incomodar muito os aquaristas, porque deixam o aquário com aspecto feio, mal cuidado e até atrapalham a observação dos Acarás Disco dentro do aquário, elas surgem quando o ambiente encontra-se favorável para elas, ou seja, existem nutrientes, luz e matéria orgânica disponível para o seu crescimento e proliferação no aquário. Algumas espécies de algas podem causar problemas no aquário, devido a liberação de substâncias tóxicas que podem causar a morte da fauna do aquário, inclusive do Acará Disco, como as Dinoflageladas.

Como evitar as algas no aquário de Acará Disco.

A forma de prevenir é fácil, não alimente os seus Acarás Disco em excesso de forma que fiquem muitas sobras no fundo do aquário, sifone seu aquário regularmente para retirar o excesso das fezes, e deixe o tempo de iluminação adequado que é o mesmo tempo da luz do dia 12 horas, caso aconteça proliferação desses organismos o tempo de iluminação pode ser reduzido para 8 a 10 horas e pode utilizar produtos para ajudar no controle das algas, mas fique atento para o tipo de produto que irá utilizar, pois alguns algicidas são agressivos a fauna, um produto bem recomendado para fazer este controle é o Algaway da Microbe Lift que não prejudica nem as plantas nem os peixes, mas não deve ser utilizado se houver crustáceos ou moluscos no aquário.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais: Infecções Secundárias.

Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais: Infecções Secundárias.Disco infecção Acará Disco – Patologia de Peixes ornamentais: Infecções Secundárias.

O que são:

Infecções secundárias são aquelas infecções causadas por bactérias e fungos oportunistas quando o Acará Disco já está com alguma patologia, geralmente estas infecções são causadas por bactérias e os fungos também aproveitam para entrar agravando a situação da infecção.

Sintomas:

Estas infecções aparecem quando o Acará Disco já está doente, portanto já existem sintomas específicos da doença que atacou primeiro, a infecção secundária geralmente é notada pelo aspecto da pele do Acará Disco, que pode apresentar feridas causadas por bactérias, excesso de muco, pontos brancos como algodão quando existem fungos.

Tratamento:

É importante saber se a infecção está sendo causada por bactérias ou fungos ou até mesmo pelos dois, o tratamento para Acará Disco pode ser feito com bactericidas e fungicidas, em aquário hospital, mas como já há outra patologia verifique se o tratamento que está sendo utilizado para a primeira doença pode ser associado a estes medicamentos para não comprometer mais ainda a saúde dos Acarás Disco.

Prevenção:

Como em todos os casos manter a boa alimentação, a qualidade da água e evitar variações no ambiente ajudam bastante a prevenir as doenças e neste caso específico tratar adequadamente a primeira patologia que apareceu, é uma forma bastante eficaz de evitar que apareçam as infecções secundárias piorando o estado de saúde de seu Acará Disco.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Argulus sp. Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Argulus sp.

A argulose é uma doença que acomete peixes ornamentais incluindo o Acará Disco, é causada por algumas espécies de crustáceos da família argulidae Argulus sp. esta doença também é conhecida como o piolho de peixe, ele pode ser visto sem a ajuda de microscópio,  possui um gancho por onde fica fixado e outra estrutura por onde se alimenta e por onde também libera uma toxina, que faz mal ao Acará Disco e pode causar a morte.

Sintomas:

Acará Disco apresenta escurecimento, irritabilidade, nadadeiras fechadas, descamações nos locais onde os parasitas se fixam, vermelhidão no local, além de infecções secundárias causadas por bactérias, fungos e outros parasitas.

Tratamento:

O tratamento deve ser feito com parasiticida de amplo espectro em aquário hospital, em alguns casos associados a bactericidas e fungicidas quando há infecções secundárias e presença de bactérias, banhos de sal também são aconselhados para que o parasita deixe a derme do Acará Disco.

Prevenção:

É importante verificar a condição de saúde e procedência dos peixes que irão ser colocados no aquário se não há sinais do parasita em sua pele, manter a imunidade alta, oferecer alimentos de qualidade ao Acará Disco e manter a higiene e manutenção do aquário sempre em dia para evitar proliferação destes e de outros parasitas e bactérias dentro de seu aquário.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized