Posts Tagged ‘venda de acará disco’

Author Archive

 

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Argulus sp. Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Argulose.

Argulus sp.

A argulose é uma doença que acomete peixes ornamentais incluindo o Acará Disco, é causada por algumas espécies de crustáceos da família argulidae Argulus sp. esta doença também é conhecida como o piolho de peixe, ele pode ser visto sem a ajuda de microscópio,  possui um gancho por onde fica fixado e outra estrutura por onde se alimenta e por onde também libera uma toxina, que faz mal ao Acará Disco e pode causar a morte.

Sintomas:

Acará Disco apresenta escurecimento, irritabilidade, nadadeiras fechadas, descamações nos locais onde os parasitas se fixam, vermelhidão no local, além de infecções secundárias causadas por bactérias, fungos e outros parasitas.

Tratamento:

O tratamento deve ser feito com parasiticida de amplo espectro em aquário hospital, em alguns casos associados a bactericidas e fungicidas quando há infecções secundárias e presença de bactérias, banhos de sal também são aconselhados para que o parasita deixe a derme do Acará Disco.

Prevenção:

É importante verificar a condição de saúde e procedência dos peixes que irão ser colocados no aquário se não há sinais do parasita em sua pele, manter a imunidade alta, oferecer alimentos de qualidade ao Acará Disco e manter a higiene e manutenção do aquário sempre em dia para evitar proliferação destes e de outros parasitas e bactérias dentro de seu aquário.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Sintomas mais freqüentes.

Acará Disco – Sintomas mais freqüentes.

O comportamento de nossos Acarás Disco pode dizer muitas coisas sobre eles, inclusive indicam também os sinais de quando eles não estão muito bem e podem nos ajudar a diagnosticar diversas doenças precocemente, fazendo com que o tratamento tenha mais chance de ter sucesso.

Acará disco é um peixe que possui algumas particularidades e são estas particularidades que irão ajudar na hora de diferenciar um stress passageiro de uma doença grave.

Escurecimento:nadadeira2 300x224  Acará Disco – Sintomas mais freqüentes.

Os Acarás Disco costumam apresentar sintomas comuns para várias doenças diferentes e um deles que raramente não aparece é o escurecimento, suas cores se tornam mais escuras e dependendo do caso chegam a ficar pretos, mas este sintoma também aparece quando o Acará Disco briga com outro indivíduo no aquário, se sente incomodado com alguma situação ou está estressado. A diferença do escurecimento em casos de doença é que ele vem acompanhado de outros sintomas.

Nadadeiras fechadas:

Este é outro sintoma muito comum, o Acará Disco quando não está se sentindo bem, costuma fechar pelo menos uma de suas nadadeiras, às vezes baixa a dorsal lembrando até um cachorro quando abaixa suas orelhas.

Isolamento:

O isolamento ou destaque do cardume é um sinal importante de que algo está errado com aquele indivíduo, ou ele está doente ou está sofrendo algum tipo de agressão no aquário, isto pode ser notado bem facilmente, pois o cardume geralmente está em um lugar e apenas um indivíduo está mais afastado ou sempre em um mesmo canto.

Comportamento grupal:Discus Disease.photo  300x237  Acará Disco – Sintomas mais freqüentes.

Este tipo de comportamento ocorre quando o cardume apresenta algum tipo de doença geralmente doenças parasitárias costumam apresentar este sintoma, todos os indivíduos ficam bem juntinhos em um único canto do aquário.

Respiração irregular ou ofegante:

Algumas doenças principalmente as que afetam as guelras do Acará Disco, causam problemas com a respiração tornando o peixe com aspecto mais cansado, ofegante nadando mais perto da superfície da água.

Derme:

Um sinal muito importante na hora de detectar alguma patologia são sinais estranhos na pele do peixe, a maioria dos parasitas, bactérias e fungos gostam dessa região, portanto pontos, manchas, ferimentos, excesso de muco geralmente são sinais evidentes de presença de problemas com o Acará Disco.

Emagrecimento:

O emagrecimento é um sintoma que pode se relacionar a outro sinal de doença que é a perda de apetite, mas em alguns casos o Acará Disco não para de comer e mesmo assim perde peso, isto pode ser um sinal de endoparasitose.

A observação dos Acarás Disco e de seu aquário é fundamental para saber como anda a saúde de seu aquário, muitos problemas podem ser detectados apenas com a observação diária do aquário e prevenido e tratado antes que se torne algo sério e difícil de ser resolvido.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

A importância da temperatura para Acará Disco.

A importância da temperatura para Acará Disco.Termometro 225x300 A importância da temperatura para Acará Disco.

Quando falamos em temperatura ideal para um aquário de Acará Disco, sabemos que é entre 30°C a 32°C, porque são peixes da bacia amazônica onde as águas são quentes devido ao clima da região e eles não gostam de aquários frios.

Mas, como regular a temperatura de nosso aquário corretamente para evitar variações de temperatura e manter o ambiente confortável e seguro para os Acarás Disco?

O termostato adequado irá manter o aquário com a temperatura desejada, o ideal é um watt por litro de água é importante que seja uma marca de confiança e que tenha a indicação de temperatura, para que possa ser regulado adequadamente.

Como a temperatura pode ajudar no tratamento de algumas doenças?

A temperatura é um daqueles fatores que pode ajudar em alguns casos e atrapalhar em outros, porque a queda brusca de temperatura no aquário pode ser a porta aberta para a entrada dos parasitas, bactérias e fungos e em temperaturas baixas é mais comum encontrar esses organismos, pois tem mais facilidade de se reproduzirem em ambientes mais amenos, quando a temperatura se eleva são poucos microrganismos que conseguem sobreviver, portanto quando há algum tipo de doença no aquário uma parte do tratamento que pode ajudar muito, principalmente em doenças bacterianas é elevar a temperatura.

A temperatura e o O2 dissolvido.

O oxigênio dissolvido na água é responsável pela respiração dos organismos aquáticos e dos peixes a quantidade de O2 presente na água deve ser de no mínimo 5,0mg/litro para garantir a qualidade de vida no meio aquático, esta quantidade foi determinada pelo CONAMA  (Conselho nacional do meio ambiente), e concentrações muito inferiores a esta podem levar a os peixes a um estado denominado de hipoxia, quando falta oxigênio para os peixes realizarem suas funções vitais e pode ocorrer risco de vida. A temperatura é um dos responsáveis por diminuir a concentração do oxigênio na água quando ela está bastante elevada, por isso é tão importante saber o limite no aquário, quando se pede que a temperatura seja elevada para auxiliar em algum tipo de tratamento o ideal é que não ultrapasse os 34°C para Acará Disco, pois se passar disto pode faltar oxigênio e prejudicar mais o peixe que já se encontra debilitado e nestes casos se deve aumentar a oxigenação do ambiente.

É importante que a temperatura seja mantida no aquário, pois isso evitará diversas patologias ressaltando que o fator temperatura associada ao pH, são os principais fatores que abalam a imunidade dos peixes deixando-os mais susceptíveis.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Lepidortose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Lepidortose.

Vibrio anguilllarum Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Lepidortose.

Vibrio anguillarum

A lepidortose é uma doença causada principalmente pela bactéria Vibrio anguillarum uma bactéria gram negativa que atinge peixes tropicais, como o Acará Disco essa doença também pode ser causada por outros tipos de bactérias.

Sintomas:

O Acará Disco torna-se excessivamente ofegante, fica na superfície do aquário, pode haver paralisia na cauda e nas nadadeiras, letargia, perda das escamas em todo o corpo e escurecimento.

Tratamento:

O Acará Disco deve ser separado dos demais e tratado com bactericida, os sintomas dessa doença mesmo com tratamento podem demorar em torno de um mês para melhorar e o peixe se tornar sadio novamente.

Prevenção:

Mantenha a qualidade da água sempre estável, evite variações no ambiente, a alta imunidade dos Acarás disco deve ser mantida, procure isolar peixes que apresentem sintomas ou comportamento diferente dos demais, evite a proliferação de substâncias tóxicas no ambiente, ofereça rações de qualidade aos Acarás Disco e conheça a procedência dos peixes, plantas e outros objetos que serão colocados no aquário.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

O tamanho do aquário ideal para os Acarás Disco.

O tamanho do aquário ideal para os Acarás Disco.Discos vermelhos 300x151 O tamanho do aquário ideal para os Acarás Disco.

Quando decidimos montar um aquário para Acará Disco, além de todas as dúvidas que surgem na montagem há outra questão não menos importante, que é o tamanho do aquário que será montado, isto depende de uma série de fatores que levam a escolha, mas será que é a escolha certa para acolher nossos peixes confortavelmente?

Sabemos que os Acarás Disco são peixes que podem chegar até 25 cm, portanto para um desenvolvimento sadio o ambiente não pode ser muito pequeno, pois também se tornará bastante desconfortável para os peixes.

A litragem idealaquario desenho 150x150 O tamanho do aquário ideal para os Acarás Disco.

A litragem ideal para um aquário de Acará Disco é no mínimo 200 litros, mas isto pode variar de acordo com a quantidade de peixes que serão colocados, quanto mais peixes maior deve ser o ambiente para que eles possam ficar mais confortáveis e evitar problemas, como algumas patologias causadas por excesso de peixes em um ambiente pequeno, a litragem ideal recomendada por Acará Disco é de 30 litros para cada um, os cardumes de peixes pequenos como neons, mato-grossos etc., não contam nessa litragem.

Sabemos que em alguns casos o aquarista não tem condições de montar um aquário desse tamanho por falta de espaço, nestes casos os Acarás Disco podem ficar em um ambiente um pouco menor desde que sejam tomados alguns cuidados, como a qualidade da água, sistema de filtragem bom e claro que o cardume terá de ser um pouco menor do que o de um aquário maior.

O crescimento dos Acarás disco e o tamanho do aquário.

Muitos aquaristas e criadores dizem que o tamanho do aquário influência no crescimento dos Acarás Disco, quanto maior for o aquário maiores ficarão os peixes, porém não existe nada que comprove até agora que o tamanho do aquário pode de fato interferir se o peixe irá ou não chegar ao tamanho esperado, o crescimento pode estar relacionado a diversos fatores como alimentação e até fatores genéticos.

O tamanho do aquário não deve ser um fator limitante para a montagem, mas uma forma de proporcionar bem-estar aos seus peixes e evitar problemas em seu aquário, tornando assim o aquarismo um hobby cada vez mais prazeroso.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Branquiomicose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Branquiomicose.

Branchiomyces sanguinis 300x178 Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais: Branquiomicose.

Branchiomyces sanguinis

A branquiomicose é uma patologia que afeta as brânquias do peixe (guelras), esta doença é ocasionada por fungos Branchiomyces demigrans e Branchiomyces sanguinis.

Sintomas:

As brânquias ficam empalidecidas e podem ocorrer necroses devido à morte celular que ocorre no local, este sintoma também é chamado de apodrecimento branquial, o movimento da guelra se torna irregular e o peixe fica com falta de oxigênio, além desses sintomas o peixe pode apresentar falta de apetite, emagrecimento, escurecimento, nadadeiras fechadas e isolamento do grupo. A transmissão acontece quando o tecido necrosado da brânquia se espalha no aquário e o fungo aproveita para infectar outros indivíduos.

Tratamento.

O Acará Disco acometido deve ser separado dos demais para evitar a transmissão a outros indivíduos, e o ambiente deve ser mantido limpo, pode ser usado bactericida e fungicida para amenizar os sintomas, apesar de não ter muitos relatos de sucesso com medicamentos.

Prevenção:

Esta doença é uma cujo a prevenção é a forma mais eficaz de evitar, pois é uma doença que não costuma aparecer em aquários com a manutenção em dia, portanto faça sempre tpa regularmente, evite proliferação de algas no aquário, restos de comida e fezes em excesso, e variações nos parâmetros da água como queda excessiva no pH, variações na temperatura e pouca oxigenação da água.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais – Papilomatose.

Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais – Papilomatose.

A Papilomatose é uma doença considerada contagiosa causada por um vírus, existem vários tipos de vírus papiloma e algumas formas causam o famoso HPV (Papiloma vírus humano) em humanos, o papiloma pode infectar além dos peixes diversas espécies de animais.

Sintomas:

Papilomatose 300x225 Acará Disco – Patologia de peixes ornamentais – Papilomatose.

Papilomatose

O peixe acometido apresenta aparecimento de tumores com a forma semelhante a de uma couve-flor, estes tumores são considerados benignos por crescer lentamente, ao longo da evolução da doença a cor do tumor muda quando aparecem são brancos podendo chegar a coloração castanho/amarronzada, o local mais comum de incidência deste tipo de tumor é a boca do peixe que pode causar problemas na alimentação, pois dependendo do tamanho o peixe pode não conseguir se alimentar, estes tumores podem aparecer em outros locais do corpo do animal e podem aparecer vários ao mesmo tempo, os tumores crescem e seu tamanho final pode chegar a 6cm.

Tratamento:

Ainda não há tratamento descrito para esta doença em peixes, é aconselhável que ao notar o sinal da doença o peixe seja retirado do aquário principal e mantido em um aquário hospital, para evitar a transmissão para outros indivíduos, como não há indicação de tratamento a taxa de mortalidade da doença é alta.

Prevenção:

Mantenha sempre a qualidade de sua água, evite variações nos parâmetros dentro de seu aquário e procure manter a imunidade dos Acarás Disco alta, pois todas as doenças preferem sistemas mais debilitados onde conseguem se instalar com maior facilidade e completar seu ciclo.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco – Patologia de Peixes Ornamentais: Furunculose.

Acará Disco – Patologia de Peixes Ornamentais: Furunculose.

Furunculose Acará Disco – Patologia de Peixes Ornamentais: Furunculose.

Furunculose

A Furunculose é uma doença causada por uma bactéria conhecida como Aeromonas salmonicida, que é um bacilo que tem uma habilidade muito grande em se multiplicar, ela também se adapta facilmente aos ambientes com isso infecta vários indivíduos.

 Sintomas:

Os sintomas desta doença geralmente são: escurecimento da pele, nadadeiras fechadas, perda de apetite, isolamento do grupo ou comportamento grupal, hemorragias, septicemias, infecções no intestino, lesões musculares, além de infecções secundárias presentes por bactérias e fungos oportunistas e como o nome já sugere, feridas “furúnculos” vermelhos e purulentos no estágio grave da doença.

 Tratamento:

Os peixes que apresentam sintomas devem ser separados dos demais, a transmissão pode ocorrer de individuo para individuo e os peixes que morrem no aquário devem ser retirados imediatamente, como é uma patologia causada por bactéria, medicamentos próprios para este tipo de doenças como os que agem no sistema imunológico dos peixes que é o caso do Artemiss da Microbe-Lift são bem aceitos.

 Prevenção:

Mantenha a imunidade dos Acarás Disco alta, ofereça alimentos com altos índices de vitaminas e proteínas, a manutenção do aquário deve ser feita frequentemente e com bastante cuidado, evite as variações de pH e temperatura e procure sempre que possível oferecer vitaminas para seus peixes.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized

Acará Disco e o aquário comunitário.

Acará Disco e o aquário comunitário.Aquariodisco  Acará Disco e o aquário comunitário.

Como escolher as espécies para um aquário comunitário com Acará disco?

Acarás Disco são peixes amazônicos de água quente, ácida e mole, portanto só devemos colocar espécies compatíveis com este tipo de ambiente em um comunitário, porque quando o peixe tem necessidades diferentes ele até pode sobreviver em um ambiente que não seja o ideal para ele, porém ele irá sofrer e estará mais susceptível que os demais a ficar doente.

Quais espécies são compatíveis com o aquário amazônico?

As espécies mais indicadas para este ambiente são os neons, mato-grosso, rosáceos, rodostomus, black phantom, tetra limão, tetra negro, corydoras, botia palhaço e flying Fox.

Porque algumas espécies amazônicas não são aconselháveis manter com Acará Disco?

Existem algumas espécies que não devem ser colocadas com os Acarás Disco, que é o caso dos cascudos, mesmo os de origem amazônica, por causa das ventosas do cascudo e do muco nutritivo dos Acarás Disco que quando descoberto pelos cascudos, estes passam a se alimentar deste muco e devido as suas ventosas podem causar feridas nos Acarás Disco. Os  Acarás-bandeira são peixes que vivem na mesma região na bacia amazônica, mas são mais vorazes e agitados  que os Acarás Disco, podendo causar incômodo nos Acarás-disco, apesar das duas espécies conviver em muitos comunitários, neste caso é necessário observação do aquarista para ver se poderá dar certo.

Como manter o ambiente saudável com diversos cardumes?

São necessários alguns cuidados para manter um aquário comunitário, a qualidade da água deve ser preservada, evitar excesso de alimentação devido à quantidade de peixes, pois isto pode aumentar rapidamente a amônia, fazer manutenção freqüentemente e medir os parâmetros da água com freqüência.

Reprodução no aquário comunitário

A reprodução em um aquário comunitário é bastante difícil, porque geralmente os outros peixes comem as desovas ou até mesmo os filhotes quando começam a nadar, portanto é aconselhável que casais sejam retirados do aquário comunitário.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400

 

 

Posted in Uncategorized

Acará disco – Patologia de peixes ornamentais – Costia/Costiose.

Acará disco – Patologia de peixes ornamentais – Costia/Costiose.Costiose 300x213 Acará disco – Patologia de peixes ornamentais – Costia/Costiose.

Costia ou costiose é o nome dado a uma doença bastante comum no aquarismo, causada por alguns tipos de protozoários como, por exemplo, Cylochaeta sp., Brookynella sp., Ichthyobodo sp., Costia sp. Os protozoários são seres heterotróficos que fazem parte do reino protista, a maioria aquática e alguns parasitam outros animais.

Sintomas:

Os Acarás disco quando acometidos com algum destes parasitas podem apresentar perda de apetite, coceira, escurecimento, nadadeiras fechadas, emagrecimento, manchas brancas na pele, feridas, isolamento do grupo ou comportamento grupal e geralmente ficam no local do aquário onde há mais movimentação na água.

Tratamento:

Herbtana 118x300 Acará disco – Patologia de peixes ornamentais – Costia/Costiose.

Herbtana

A costia quando não tratada pode levar o peixe a óbito, então ao notar qualquer sinal desta doença o peixe deve ser separado em um aquário hospital e tratado com parasiticida específico para este tipo de parasitose como o Herbtana da Microbe-Lift, que é natural e ativa o sistema imunológico do animal para que ele tenha condições de expelir o parasita e este não consiga mais retornar ao hospedeiro durante o tratamento.

Prevenção:

Uma das causas conhecidas da costiose é a queda brusca na temperatura do aquário, portanto manter a temperatura estável é uma forma eficaz de prevenir este tipo de doença, além de boa alimentação e manter todos os parâmetros estáveis e a manutenção do aquário em dia.

Dúvidas?

bio.barandiscos@gmail.com

Fernanda Moraes

Bióloga - Baran Discos

www.barandiscos.com.br
55 11 4305-9300
55 11 4305-9400
Posted in Uncategorized